top of page
  • Foto do escritoresdjgfa

Evocação da criação do primeiro presépio: 1223-2023

Atualizado: 10 de jan.

Entre dezembro e a primeira semana de janeiro, a ESDJGFA acolheu uma exposição de presépios. A mostra proporcionou uma viagem pela evocação histórica e pelas diversas interpretações do presépio ao longo dos séculos.


O cenário era composto por painéis ilustrativos, desde os mestres medievais até à época contemporânea, destacando a riqueza artística e cultural associada a esta tradição. Uma coleção de imagens, sobretudo pinturas, revelou as várias visões do presépio ao longo dos tempos.




A exposição contou com a participação ativa de quatro turmas: 7º E, 8º E, 9º E e 12º D. Os alunos, sob a orientação das disciplinas de Cidadania e Desenvolvimento (7º E e 8º E), Oficina de Artes (9º E), e Desenho A (12º D), apresentaram presépios marcados pela criatividade e, no caso das turmas do ensino básico, pela ênfase na sustentabilidade, utilizando materiais reciclados.


A tradição do presépio tem raízes profundas e remonta ao século XIII, graças a São Francisco de Assis. Este santo, conhecido pelo seu amor à natureza e simplicidade, foi o pioneiro ao recriar o nascimento de Jesus em 1223, em Greccio, uma pequena cidade perto de Roma.


A primeira representação do presépio foi simples: uma caverna, uma manjedoura, um boi e um burro. No dia 25 de dezembro, frades, homens e mulheres da região reuniram-se ao redor do local, carregando flores e tochas. Assim, a história do presépio começou com um presépio vivo, onde São Francisco destacou a humildade e simplicidade do nascimento de Jesus.


A exposição na ESDJGFA homenageou essa rica tradição, explorando a evolução do presépio ao longo dos séculos e apresentando criações únicas dos alunos, inspiradas na visão inovadora de São Francisco.

Uma celebração rica em cultura, história e espiritualidade! 🌟🎨



 

Grupo de História

33 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page